lunes, 6 de mayo de 2013

Chegou o dia de Paul McCartney capital goiana

www.dm.com.br
Chegou o dia de Paul McCartney capital goiana

KATIÚSIA PESSONI
DIÁRIO DA MANHÃ
5/5/2013

Ele pode estar neste exato momento passeando de bicicleta por nossas ruas, pois Sir Paul McCartney já fez isso uma vez e prometeu fazer de novo em entrevista concedida ao Fantástico sobre sua nova turnê Out There e suas apresentações sempre emocionantes Brasil afora. Na entrevista ele ainda afirmou gostar de cantar em lugares que nunca esteve, eis que Goiânia é uma dessas cidades. Chegou o grande dia.

O começo

Na década de 1960 os Beatles romperam algumas barreiras da cultura tradicional, tanto através da forma de fazer e de tocar música, como de seu comportamento instigante, irreverente e, ao mesmo tempo, amigáveis. Essa postura levou os quatro Beatles, individualmente e como conjunto, à condição de ídolos de sucessivas gerações.

Eles nasceram de uma tempestade perfeita de timing, química, sorte, apoio fundamental  e talento. A história da influência da banda é tanto sobre a matemática como a música. O acúmulo de recordes em vendas estimula que tenham vendido mais de 1 bilhão de álbuns. Quanto a posições nas tabelas, John Lennon e Paul McCartney foram os compositores com mais sucesso na história musical (Paul McCartney teve 32 músicas em primeiro lugar nas tabelas e John Lennon teve 26, nos EUA, 23 das quais foram feitas em conjunto. John Lennon teve 29 músicas em nº 1 nas tabelas e Paul McCartney teve 28, no Reino Unido, 25 das quais foram feitas em conjunto).

A genialidade de Lennon-McCartney

John e Paul provavelmente criaram as bases do que veio depois em termos música pop, das baladas mais românticas e com um cunho social ao heavy metal mais extremo. Lennon era o revolucionário, queria mudar o mundo e o modo como as pessoas viam as coisas com suas canções, um visionário em sua essência. Paul era e ainda é amor, melodia. Tocar, cantar e escrever belas canções ainda faz parte de seu cotidiano. 

Certa vez John acusou Paul de escrever apenas tolas canções de amor. Paul respondeu com uma canção que se chamava exatamente Tolas canções de amor (Silly Love Songs), do álbum Wings at the Speed of Sound, da banda Wings, formada por Paul McCartney após o final dos Beatles.

Eles tinham visões diferentes das coisas. Especulações se deram de que John e Paul eram amigos no início e não concordavam sobre quase nada no final. A ponto de tornar a convivência entre os dois extremamente difícil, o que culminou com o fim da banda.

Um Paul pós Beatles

Nos anos 1980 Sir Paul gravou seu primeiro álbum solo da década, intitulado McCartney II, com ênfase em sintetizadores ao invés de guitarras. A canção Coming Up atingiu o segundo lugar na Inglaterra e primeiro nos Estados Unidos e Waterfalls foi outro Top 10 inglês.  O álbum seguinte, Tug of War, de 1982, marcou a reunião com o produtor dos Beatles, George Martin, e com Ringo Starr. McCartney cantou no álbum em dueto, com Stevie Wonder em Ebony and Ivory e fez um tributo a Lennon, Here Today. O álbum se tornou um de seus maiores sucessos em toda sua carreira solo. 

No mesmo ano, Paul gravou uma canção com o megastar pop emergente Michael Jackson, The Girl is Mine, que foi lançada no álbum de Michael, Thriller. No ano seguinte, McCartney lançou o álbum Pipes of Peace e alcançou sucesso com as canções Pipes of Peace, So Bad e Say, Say, Say, esta última em parceria novamente com agora então consagrado Michael Jackson. O álbum trazia novamente a participação de vários artistas, além de Michael: Ringo Starr, Eric Stewart e Denny Laine (ex-Wings) e, ainda, da produção novamente de George Martin.

Em abril de 1990 McCartney tocou pela primeira vez no Brasil, a apresentação foi no estádio de futebol Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro.   Em 1991, lançou seu primeiro álbum de música clássica, Liverpool Oratorio. Dividindo opiniões de críticos e público, o álbum foi bem recebido comercialmente, mas considerado irregular por parte dos críticos de música clássica.  

Em 1993, McCartney lançou o álbum Off the Ground e a canção Hope of Deliverance fez um sucesso modesto. E no final deste ano o músico lançou nos Estados Unidos o primeiro álbum sob o pseudônimo The Fireman, em parceria com Youth. Strawbery, Ocean, Ships, Forest marca as incursões de Paul McCartney no gênero eletrônico-instrumental Trance Music.  

No ano de 1995 Paul McCartney reuniu-se com os ex-Beatles George Harrison e Ringo Starr para a realização de The Beatles Anthology, que englobou um documentário em vídeo, um livro biográfico e três CDs duplos com algumas canções inéditas (gravadas na época da existência do conjunto na década de 1960) e canções conhecidas em versões diferentes. 

Em 1997 McCartney lançou o álbum Flaming Pie. O álbum foi o primeiro a atingir o Top 10 das paradas de sucessos americanas depois do lançamento de Tug of War. Pelo álbum, McCartney foi indicado ao Grammy.  Em 1999 lançou o álbum Run Devil Run, com releituras de clássicos do rock além de participações de músicos consagrados como David Gilmour, Ian Paice e Mick Green. 

Virando a década, em 2011, Paul lançou o livro Blackbird Singing, com poemas de letras de suas canções. E depois de tantos problemas entre casamento e divórcio Sir Paul, em 2007 saiu da Capitol Records e ingressou para a rede de cafés Starbucks com o seu selo musical  Hear Music, lançando o álbum Memory Almost Full no dia 4 de junho. Para promover o álbum, Paul apareceu no comercial da Apple Computer, iPod+iTunes. No dia 26 de junho de 2007, McCartney apareceu no programa de Larry King da rede CNN com Ringo Starr, Yoko Ono Lennon, Olivia Harrison e Guy Laliberté para promover o Revolution Lounge situado em Las Vegas, Nevada para comemorar um ano do aniversário da apresentação Love do Cirque Du Soleil.  

No ano de 2010 se apresenta na Casa Branca para o presidente Obama e várias personalidades. Nesse mesmo ano faz show no Brasil, nas cidades de Porto Alegre e São Paulo, com a turnê Up and Coming. O cantor voltou ao Brasil em maio de 2011, e se apresentou no Estádio de Engenhão no Rio de Janeiro. Em abril de 2012 faz sua turnê pela América do Sul com o show On The Run.

A vez de Out There

Em 2013 o cantor britânico escolheu como ponto de partida Fortaleza, Belo Horizonte e Goiânia para apresentar sua mais nova turnê. Out There Tour traz ao palco algumas das músicas mais admiradas de Paul McCartney, incluindo repertório de sua carreira solo, do período do Wings e, claro, da época dos Beatles.

A performance reúne, em cerca de três horas, algumas das mais importante canções  do cenário musical dos últimos 50 anos. Acompanhando Paul na nova turnê está a banda que toca com ele há mais de 10 anos: Paul ‘Wix’ Wickens (teclados), Brian Ray (baixo e guitarra), Rusty Anderson (guitarra) e Abe Laboriel Jr. (bateria).

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada